CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
LOCALIZAÇÃO

(51) 3362 2108

 

Rua Barão de Itaqui, 444

Porto Alegre/RS - CEP 91040-300

acom@domthome.com.br

Clique aqui para adicionar o seu próprio texto e editar. É fácil! Basta clicar em "Editar Texto" ou clicar duas vezes sobre mim e você poderá adicionar o seu próprio conteúdo e trocar fontes.

SOBRE NÓS

© 2018 por Sociedade Espírita Dom Thomé.

Encontre-nos nas redes sociais:

THOMÉ LUIZ DE SOUZA

O virtuoso sacerdote, patrono dessa Sociedade, nasceu na Colônia do Sacramento (atual República Oriental do Uruguai), ainda sob o domínio de Portugal, em 21 de dezembro de 1770.

Passando a Colônia do Sacramento ao domínio da Espanha, a família de Thomé de Souza mudou-se para o Rio Grande do Sul, radicando-se no então chamado “Porto de Viamão”, posteriormente designado “Porto dos Casais”, hoje cidade de Porto Alegre.

Por vontade de seus pais e pela própria vocação, foi estudar no Rio de Janeiro, recebendo formação religiosa no Seminário Nossa Senhora da Lapa.

     Concluídos os estudos sacerdotais, regressou a Porto Alegre, onde passou a se dedicar ao próximo com a mansidão e a humildade de que nos fala o Evangelho. Vivia pobremente, sem o menor conforto, privando-se até do necessário para acudir, às ocultas, os infelizes que se debatiam na adversidade. O amor ao próximo e o profundo culto a Deus atingiam as raias da sincera e fervorosa paixão.

 

      Em 14 de dezembro de 1858, sete dias antes de completar 88 anos, regressou à pátria espiritual a caridosa alma de Thomé Luiz de Souza, ilustre sacerdote da Igreja Católica.

 

   O Espiritismo, doutrina para a qual “fora da Caridade não há salvação”, tem em Thomé Luiz de Souza um fiel servo de Deus e um abnegado e caridoso servidor de Jesus.

Fonte: revista “A Reencarnação” da Federação Espírita do

Rio Grande do Sul - FERGS - de dezembro de 1958.

A Sociedade foi fundada em 15 de março de 1913, por Godofredo Gondran, seu primeiro presidente, na Rua Marquês do Pombal, número desconhecido, em Porto Alegre. Desconhece-se, também, o nome dos demais fundadores.

NOSSA HISTÓRIA

     Antes de ocupar a Sede atual, a Sociedade teve como endereços a Avenida Berlim, 511, Bairro São Geraldo (a partir de 1938), a Rua 25 de Julho, 414, Bairro São João (a partir de 1950) e a rua Ariovaldo Pinheiro, 104, Bairro Passo d’Areia (a partir de novembro de 1988). A mudança para a Sede própria em que se encontra aconteceu no final de novembro de 1989, a princípio para uma pequena construção de 69 m² de área útil, em escavação à frente do terreno.

     A construção do prédio principal, parcialmente superposto a essa edificação, em dois pavimentos e com 432 m² de área útil, demandou cerca de 12 anos, de meados de 1990 a meados de 2002, muito embora tenha começado a ser ocupado no primeiro trimestre de 1995.
     Em 19 de março de 1938, a Diretoria solicitou filiação à Federação Espírita do Rio Grande do Sul (FERGS); por motivos desconhecidos, o pedido não foi aceito. A filiação veio a concretizar-se cerca de 30 anos após, em 5 de abril de 1968.

     Fato marcante na história da Sociedade é a fundação de pelo menos quatro casas espíritas em Porto Alegre, por iniciativa de dois de seus presidentes (consta a criação de uma quinta casa, ainda não identificada): a) Sociedade Espírita Investigadores (Sede própria na Rua Souza Lobo, 460, Bairro Vila Jardim), nascida em 5 de fevereiro de 1921; b) Sociedade Espírita Reforço da Verdade (Sede própria na Avenida Madri, 267, Bairro Navegantes), criada em 15 de novembro de 1926; c) Sociedade Espírita Amparo dos Sofredores (Sede própria na Rua 1º de Maio, 419, Bairro Partenon), fundada em 11 de agosto de 1929; d) Sociedade Espírita Homens de Boa Vontade (Sede própria na Rua Isidoro José Lopes, 46, Bairro Sarandi), nascida em 19 de dezembro de 1955.
     A Sociedade Espírita Amparo dos Sofredores faz parte da União Distrital Espírita Glória e as demais pertencem à União Distrital Espírita Passo d’Areia (Porto Alegre engloba sete uniões distritais espíritas – UDE’s).

Fonte: História da Sociedade Espírita Dom Thomé, Porto Alegre, outubro de 2002.